Meditação

Para meditar, é preciso dominar a própria mente e isso exige esforço, disciplina, prática diária e estudo de si mesmo. 

Trata-se do desenvolvimento da ampliação da consciência, do discernimento correto e da percepção integral do próprio praticante e do mundo a sua volta.

Sobre a prática de meditação

Nesta prática desafiadora, o intuito é ensinar técnicas que facilitam a concentração da mente, como: repetição de mantras, concentração na chama de uma vela, concentração na imagem do sol ou da lua, entre outros.

 

A aula é indicada para qualquer pessoa, em qualquer idade ou situação de saúde, podendo ser adaptada para quem possui dificuldade de permanecer na posição. Dentre os principais benefícios, destacam-se:

  • Aumento da concentração e da memória.

  • Redução da ansiedade, estresse e depressão.

  • Diminuição do consumo de oxigênio, do ritmo respiratório e do batimento cardíaco.

  • Aumento da produção de ondas alpha no cérebro, gerando equilíbrio mental e emocional.

  • Promoção de energia e disposição: a prática diária de pelo menos 20 minutos de meditação produz efeito de recuperação física e psicológica equivalente a 6 horas de sono profundo.

  • Desenvolvimento de agradecimento pela vida, auxiliando na transformação de padrões negativos em positivos.

Dicas para iniciar a meditação
  • Utilize os primeiros minutos da sua meditação para revisar ou programar o seu dia.

  • Teste diferentes técnicas para conduzir a mente ao estado meditativo, como a utilização de mantras, concentração na chama de uma vela, na imagem do guru, na lua, em Bhrumádhya Drishti (ponto entre as sobrancelhas), etc.

  • Pratique em um local silencioso, no qual não será interrompido.

  • Sente-se em uma posição estável, mantenha a cabeça ereta e a coluna alinhada. Desafie-se a não se mexer durante o tempo da prática.

  • Mantenha a respiração suave, profunda e consciente.

  • Não perca um só dia de meditação. Seja constante e disciplinado.

A meditação transforma profundamente o praticante, que é conduzido a encarar a si mesmo para aprimorar seu autoconhecimento. No estado meditativo (dhyána), há a ausência de pensamentos e o domínio das ondas mentais. Porém, para atingi-lo, é necessário antes conquistar a concentração da mente (dhárana), que tem como objetivo reduzir a quantidade de pensamentos com foco em um assunto específico.

MARCA-Viveka-cor-8bits-500px.png

© Instituto Vivêka - Créditos